Açúcar - o grande vilão da Saúde

É muito comum ouvir pessoas dizendo que excesso de açúcar causa Diabete! Só isso?!

Qual a utilidade do açúcar na nossa dieta? Ele faz “bem” para nosso organismo?! Ou é apena um luxo do nosso paladar?!

O que a maioria das pessoas sabem é que o açúcar tem muitas calorias, saiba que em 100 gramas de açúcar granulado há 387 calorias, sendo quem em 100 gramas de maçã, por exemplo, há 52 calorias. Lembrando que um adulto de estatura média, deve consumir em média entre 1700 a 2000 calorias por dia! Faça as contas!

Alguns também sabem que o açúcar é vazio de nutrientes, e é um grande responsável para o aumento de peso.
(veja 20 motivos para você diminuir (ou exterminar) o açúcar da sua alimentação)

Há estudos que comprovam que o consumo de açúcar vem crescendo gradativamente, e alguns estudiosos chegam a comparar o vício do uso do açúcar ao etilismo e tabagismo, por exemplo. Quanto mais você consome mais necessidade sente de consumir e cada vez em quantidades maiores.

A maneira como o açúcar é metabolizado pelo nosso organismo o torna extremamente perigoso e nocivo. O açúcar é proveniente da cana de açúcar e é classificado como sacarose. Quando digerido, ele se desdobra em glicose e frutose. Excesso de glicose na circulação é ruim, mas excesso de frutose parece ser muito pior, o que muitos desconhecem. A frutose derivada do açúcar de cozinha e a frutose ultra concentrada usada no xarope de milho que adoça os refrigerantes e sucos industrializados só podem ser metabolizadas pelo fígado, enquanto que a glicose pode ser absorvida por outros tecidos, como músculos. Se os seus níveis de glicogênio hepático estão cheios, o que acontece todos os momentos do dia, exceto antes de tomar o desjejum, após isso, a frutose é transformada em gordura. A partir do momento que seu fígado não deseja armazenar esta nova gordura, as manda para outras partes do seu corpo; lugares indesejáveis, como o seu abdômen ou parte inferior das costas, por exemplo.

O grande problema de todo esse processo é o mecanismo de ação da frutose no nosso organismo, boa parte delas que não são absorvidas pela corrente sanguínea no intestino, vão para o fígado, este órgão só processa pequenas quantias de frutose, não podendo suportar as grandes quantidades dos produtos industrializados. Nosso organismo utiliza a glicose como nosso principal combustível, porém a frutose é uma molécula adicional totalmente desprezível, por isso o excesso no nosso organismo sobrecarrega o mesmo. Pior é que o jeito dele processar a frutose e transformando-a em GORDURA. Isso explica o aumento nos níveis de triglicérides no sangue, aumento de gordura no fígado, abdômen e flancos, estes dois últimos conhecidos como “gordura localizada”.

As frutas, as verduras e os legumes também contêm frutose, mas em quantidades muito menores. A frutose natural é saudável, porque vem acompanhada de vitaminas, minerais e fibras. Esses nutrientes garantem que a frutose seja absorvida lentamente pelo organismo.

Infelizmente a indústria alimentícia tem disponibilizado cada vez mais alimentos ricos em açúcar, e a população por sua vez, cada vez consome mais. E os hábitos prejudiciais e de forma despercebida, são muitas vezes passados de pais para filhos, tornando-se o grande vilão da nossa saúde.

ato-saude-açucar (2)Se não nos atentarmos consumimos muito mais do que podemos processar e nosso organismo vai “reclamar.”

DICAS NUTRICIONAIS PARA SUBSTITUIR O AÇÚCAR DOS SEUS HÁBITOS ALIMENTARES

  • Comece reduzindo o açúcar refinado para, gradativamente, mudar seu paladar, até eliminá-lo totalmente, se possível;
  • Evite consumir sucos industrializados, refrigerantes, assim como doces de maneira geral, balas, goma de mascar e demais carboidratos simples (arroz, pão, bolachas e bolos). Eles também têm absorção rápida e podem causar danos à saúde;
  • Não adoce sucos de frutas naturais;
  • Utilize o mel, açúcar mascavo ou demerara, porém, moderadamente, uma vez que também têm uma rápida absorção, não podendo ser usados por pessoas que tem diabetes, mas sua vantagem está no fato de conterem vitaminas e minerais importantes que o açúcar refinado perdeu e por isso “rouba” cálcio e vitamina B1 do organismo;
  • Se escolher utilizar o adoçante, utilize os naturais como stévia, extrato de agave ou sucralose;
  • Substitua todos os carboidratos refinados (pães, massa, biscoito) pela versão integral.
  • A longevidade tem que ser garantida com qualidade de vida que é dependente dos hábitos alimentares que vão se somatizando favoravelmente ou não ao longo dos anos.   Portanto, não deixe que o doce de hoje, torne-se amargo amanhã!

FONTES:

http://www.equilibrionutricional.com.br/

http://www.mexidodeideias.com.br/

http://www.guiavegano.com/